Publicado em 07 de Julho de 2017
Diretoria do Americano apoia nota emitida pela ABEX

Associação Brasileira de Executivos de Futebol emite nota de repúdio à atitude de torcedores contra dirigente de um time rival


Whatsapp

Diretoria do Americano apoia nota emitida pela ABEX

A Associação Brasileira de Executivos de Futebol - ABEX - Futebol veio publicamente se posicionar quanto aos fatos acontecidos contra a um dirigente de Futebol, neste caso, o presidente do Paysandu, que foi hostilizado e ameaçãdo, junto de sua família, por torcedores rivais. No entanto, o caso dele é mais um que acontece a todo momento no futebol nacional, como por exemplo o que aconteceu com um dos diretores do Americano FC, após o jogo contra o Goytacaz, na última quarta-feira (05), quando foi cercado, agredido e teve seus pertenes furtados.
 
Fatos como estes não podem existir. Não podem passar impune. Não podemos fechar nossos olhos e fingir que não existe. Devemos lutar para que fatos como estes não se repitam em nenhum canto do país. Pois o futebol, mesmo sendo uma paixão nacional, e, sabemos, que quando há paixão, há emoção, não devemos deixar que essa emoção contamine e influencie para que atitudes convardes e maldosas aconteçam machando esporte nacional. O Americano Futebol Clube se solidariza com as famílias dos dirigentes e se coloca como mais um clube interessado e imbuído na paz no futebol.      
 
Abaixo, a nota da ABEX-Futebol na íntegra. 
 
"O futebol brasileiro mais uma vez está de luto. E como é triste admitirmos o quanto é normal nos sentirmos assim: comovidos, revoltados, com vontade de fazer algo e gritar contra tudo o que não faz parte do futebol e que ofende a vida.
 
Em mais um dia qualquer, após um jogo qualquer, todos soubemos da insanidade cometida contra um pai de família, um apaixonado por futebol, que dedica tempo e trabalho em prol de um clube.
 
Sérgio Serra, agora ex-presidente do Paysandu, foi hostilizado. Mais que isso. Foi ameaçado ao lado de sua mulher e seu filho e renunciou. Possivelmente, qualquer um de nós faríamos isso.
 
E mais uma vez sentimos revolta e tristeza. E se tudo correr normalmente, esqueceremos. Em poucos dias voltaremos ao “normal”, a nossa letargia diante do que ocorre ao próximo.
 
Sim, somos assim.
 
Nos esquecemos fácil. Nossa indignação é sempre passageira. Tudo some de nossas mentes e corações bem mais rápido do que a vinda de uma nova violência. Só deixamos de esquecer quando é conosco, quando é com nossa família.
 
Precisamos tratar a todos como uma família. A família do futebol brasileiro. Que a dor do presidente Sergio Guerra seja a nossa dor enquanto a dele durar. E que nossos esforços comecem a ser realizados também na busca da paz.
Atletas, treinadores, imprensa, dirigentes e executivos PRECISAM levantar a bandeira pela paz no futebol.
 
A ABEX sabe que o futebol e a Sociedade no qual ele está inserido, precisam de incontáveis melhorias. Mas a vida tem que ser sempre prioridade. Não podemos admitir mais presidentes com medo, torcedores morrendo, atletas ameaçados, etc …
 
Não podemos apenas esquecer.
 
Mais uma vez."
 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS EXECUTIVOS DE FUTEBOL

COMENTÁRIOS



APOIO

Americano Futebol Clube

Av. Professora Carmen Carneiro, Bairro Sétimo Distrito, nº 3446/3542
CEP 28081-250 | Campos dos Goytacazes | RJ

NMaster | Soluções em Tecnologia