Publicado em 28 de Abril de 2017
Americano vence Vasco por 2 a 1 e conquista Taça Guanabara

Título completa 15 anos e serve de inspiração para equipe que busca ascensão


Whatsapp

Americano vence Vasco por 2 a 1 e conquista Taça Guanabara

E hoje, dia 28 de abril completam 15 anos do título do Americano na Taça Guanabara. O time Alvinegro de Campos bateu o poderoso Vasco de Romário no jogo decisivo. Em uma campanha épica, a equipe ganhou dez jogos dos onze disputados. Craque do clube naquele ano, Luciano Viana exaltou o título vencido pelo Querido Glorioso diante do Gigante da Colina.

Em palavras ditas ao repórter Sidney Rezende, o atual diretor de futebol do Americano disse: "Jogar a decisão contra o Vasco, com grandes jogadores, como Romário, Euller, Léo Moura, Helton, e ganhar foi muito importante para a história do Americano e para a minha também. Foi um dia inesquecível", declarou.

Nas primeiras quatro partidas, o Americano mostrou que iria brigar pelo título. Foram duas goleadas, sendo uma de 3 a 0 no Olaria e outra de 4 a 0 no Bangu. Em seguida, veio o empate fora de casa diante do Madureira por 1 a 1. Mas, depois, só triunfos. O Alvinegro bateu dois dos quatro grandes de maneira consecutiva.

Apesar de Botafogo e Flamengo não estarem com os titulares, o atacante afirmou que isso não tira o brilho da façanha do Americano, que acabou campeão invicto do torneio. "Reserva de time grande é forte também. Isso não desmerece o título do Americano. Muitos desses times utilizavam e utilizam os reservas por estarem disputando a Libertadores, a Copa do Brasil. Naquela ocasião, o Rio-São Paulo era uma das prioridades. Mas, de qualquer forma, são jogadores de alto nível. O importante é que fizemos grandes partidas contra esses times e saímos vencedores no final", disse.

O Alvinegro de Campos derrotou o Botafogo, com autoridade, por 3 a 1. O Rubro-Negro sofreu mais: levou um elástico 4 a 1 dos campistas. A vítima seguinte foi o América, que perdeu por 2 a 0. O Fluminense também não resistiu diante da força do clube de Campos (2 a 1).

A conquista ficou próxima após um novo resultado positivo, agora sobre o Entrerriense por 3 a 2. O duelo contra o Vasco, que estava marcado para oitava rodada, mas tinha sido adiado, acabou coincidentemente definindo o vencedor do primeiro turno. Os dois times de melhor campanha se enfrentaram em uma "verdadeira final" na última rodada. Melhor para o Americano. Vitória por 2 a 1 com dois gols de Luciano Viana, que vibra até hoje com o feito.
 
"É um dos jogos mais marcantes da minha vida. Joguei na Europa, sempre jogando com grandes jogadores. Tive o prazer de jogar, inclusive, com o goleiro que foi eleito o melhor jogador da Copa do Mundo de 2002: Oliver Kahn. Mas, sem dúvida, esse jogo é um dos mais marcantes da carreira", concluiu.

Confira as escalações do jogo que decidiu a Taça Guanabara de 2002:

Americano: Brás, Marcelo, Marcelão e Laerte (Washington); Felipe, Reginaldo, Wellington (Baiano), Pelica e Wederson; Luciano Viana e Camilo. Técnico: Gaúcho.

Vasco: Helton, Léo Moura, Géder, João Carlos e Edinho; Rodrigo Souto, Jamir (Cadu), Léo Lima e Alex Oliveira; Euller e Romário. Técnico: Evaristo de Macedo

Gols: Romário 40′/1ºT (0 – 1); Luciano Viana 20’/2ºT (1 – 1); Luciano Viana 23’/2ºT (2 – 1)

COMENTÁRIOS



APOIO

Obras do EstádioObras do EstádioObras do EstádioObras do EstádioObras do EstádioObras do EstádioObras do EstádioObras do Estádio
Americano Futebol Clube

Av. Professora Carmen Carneiro, Bairro Sétimo Distrito, nº 3446/3542
CEP 28081-250 | Campos dos Goytacazes | RJ

NMaster | Soluções em Tecnologia